domingo, 22 de setembro de 2013

O Corpo fala e pede ajuda...Saiba ouvir!


"QUANDO A BOCA CALA, O CORPO GRITA"


Este alerta está disponível em muitas unidades de saúde. Serve de alerta e reforça o conteúdo desse texto.
A enfermidade é um conflito entre a personalidade e a alma.
O resfriado escorre quando o corpo não chora.
A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.
O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.
O diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda quando a insatisfação aperta.
A dor de cabeça  deprime quando as dúvidas aumentam.
O  coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
A alergia aparece quando o perfecionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as  defesas ficam ameaçadas.
O peito aperta  quando o orgulho escraviza.
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As  neuroses paralisam quando a “criança interna” tiraniza.
A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.
Os joelhos doem quando o orgulho não se dobra.
O câncer mata quando não se perdoa e/ou se cansa de viver.
E as dores caladas? Como falam em nosso  corpo?
A enfermidade não é má, ela avisa quando erramos a direção.
O caminho para a felicidade não é reto, existem curvas chamadas Equívocos, existem semáforos chamados Amigos, luzes de precaução chamadas Família, e ajudará muito ter no caminho uma peça de reposição chamada Decisão, um potente motor chamado Amor, um bom seguro chamado FÉ, abundante combustível chamado Paciência, mas principalmente, um maravilhoso Condutor chamado DEUS.

O nosso corpo físico transmite o que afeta a nossa alma e o nossos sentimentos mais profundos através de sinais e sintomas, que ao nosso ver podem ser simples:
"A  dor de  garganta aparece quando não é possível comunicar as aflições e frustrações. Não engula desaforos, mágoas e reclamações, saiba ter voz! Seja uma pessoa assertiva, não precisa brigar. Aprenda a se comunicar e expressar os seus pensamentos de maneira clara e objetiva, sem perder a paciência. Se você viver guardando seus sentimentos e pensamentos, uma hora, uma das duas coisas ocorre: pode ocorrer um problema sério na região da boca e garganta (saúde) ou você estoura e  diz de uma vez só, tudo o que pensa, com raiva e ressentimentos e acaba magoando todos ao redor. Por isso, procure não acumular fatos, assim que ocorrer algo que te desagrade, você pode chamar a pessoa que te magoou e dizer: "Eu admiro esta característica sua." 
Esse é um ponto relevante, comece sempre com algo positivo daquela pessoa e quando for “reclamar”, reclame de um fato, de uma atitude e não da pessoa. Diga: "Não gostei quando você fez isso, pois me senti assim..."
Lembre-se: um bom líder sabe se comunicar. Ele elogia as pessoas em público e crítica fatos em particular!

O resfriado escorre quando o corpo não chora. 

Chorar alivia, então chore sempre que sentir vontade. No passado, a pior crença repassada por nossos antepassados era: "Homem de verdade não chora". Então, muitos homens guardaram tão profundamente suas dores e sofrimentos que acabaram cedo com sua saúde e morreram antes do tempo.  Precisamos tirar um momento para rir, chorar, brincar, viajar, fazer exercícios físicos, dançar e curtir a vida. Equilíbrio! E lembre-se: chorar de vez em quando, é natural, faz bem e só mostra que você tem sensibilidade e não tem medo  de mostrar suas emoções.

estômago arde quando as raivas não conseguem sair, quando algo acontece e você não  aceita ou não consegue digerir o  fato. 

Ache uma válvula de escape, grite, dê soco no travesseiro, escreva tudo num papel e queime, pratique um esporte, lute boxe, ache uma maneira de extravasar as emoções, faça terapia. E se possível, elimine as pessoas  “nocivas” na sua vida.

diabetes invade quando a solidão dói, porém, estar sozinho é sempre uma escolha. 

Se abra para o mundo. Não espere receber amor primeiro, aprenda a dar e receberá de volta. Se todos pararem e esperarem o outro dar o primeiro passo, não haverá mais amor no mundo.

corpo  engorda quando a insatisfação com o mundo aperta. 

Aprenda a aceitar as coisas como elas são, não seja exigente demais com você, nem com o mundo. Relaxe, deixe a ansiedade desaparecer... O mundo é perfeito exatamente como é. E se sua frustração refere-se a resultados obtidos, saiba que você pode estar bem mais próximo(a) dos seus sonhos do que imagina. Tenha paciência porque nada é impossível e o amanhã pode ser bem melhor. Dê mais uma chance para você e seus sonhos. Antes de comer algo, pergunte-se: "Estou com fome de que?" Se não for uma fome dísica e sim algo emocional/espiritual, não tente resolver com a comida. Coma o que desejar, mas apenas quando estiver com fome, e esteja presente enquanto mastigar, foque no agora ao invés de engolir desesperadamente na frente da TV, sem sentir o gosto da comida. Saboreie cada mordida, cheire, feche os olhos, sinta a textura dos alimentos e tenha gratidão a ele. Se você conseguir fazer isso, seu metabolismo funcionará perfeitamente e tudo que não for necessário, seu corpo expelirá.

A dor de cabeça aparece quando as dúvidas aumentam e aparecem as críticas.
Surge um desconforto como se você estivesse vivendo um problema sem saída. Relaxe, ore, medite, converse com alguém... Peça ajuda! Confie mais em você e na vida. Acalme-se, tenha mais fé, creia mais em você e em Deus. 
Como dizem os orientais: "Se um problema tem saída, resolva e se não tem, por que se preocupar tanto? Neste caso, aceite-o!"

Problemas na coluna indicam que você tem a sensação de que há pessoas ao seu redor que dependem de você. 

É  como se você não quisesse, mas sente que tem que carregar o mundo nas costas, pois acha que os outros são incapazes de resolver seus problemas sem a sua  ajuda. Isso não é verdade, todo mundo tem a capacidade para resolver as coisas. É você quem acha isso, então liberte-se desta crença e acredite mais nos outros. Cada um tem o direito de viver a vida como deseja, não queira impor seu modo de viver a outros. Aceite as diferenças, afinal você também quer ser aceito(a) exatamente como é, não é mesmo?

coração para quando o sentido da vida parece terminar. 

Mantenha seu coração sadio, procure pontos negativos em fatos passados e atuais. Dê mais sentido aos fatos. 
Você já reparou que tudo tem seu lado positivo? Basta saber procurar! Sempre tenha planos ousados e divertidos para o futuro, isso o manterá vivo e “motivado”, com  o coração leve e saudável.

alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável. 

Ninguém consegue manifestar perfeição, pois é impossível até mesmo defini-la. Quem poderia citar o que seria  mundialmente considerado perfeito? Aceite-se e aceite o mundo exatamente como ele é, pare de querer controlar tudo. São as diferenças e as pequenas imperfeições que fazem do mundo um lugar tão maravilhoso... Isso vale para seu corpo também. Aceite-se exatamente como é, seu corpo é o templo da sua alma. Se existir algo que queira mudar em seu corpo, faça, mas não deixe que sua felicidade e amor próprio dependam disso. Se você está num relacionamento e seu parceiro(a) não está satisfeito com seu corpo, mude de parceiro, afinal, você é muito mais maravilhoso e especial do que seu corpo físico. Você é a auto-manifestação de Deus na terra e pode ter certeza: existem muitas pessoas que gostariam de estar com você! Para você ser completamente amado e aceito por alguém, comece se aceitando e se amando e isso ocorrerá naturalmente.

As unhas quebram, os cabelos e a pele perdem a força e o brilho quando as defesas ficam ameaçadas. 

Isso acontece quando você está se sentindo deprimido, sem vontade de seguir além. Se estiver com depressão, procure os amigos, familares e/ou ajuda médica. Deseje melhorar,  leia bons livros, assista a programas divertidos, instrutivos e/ou inspiradores. Tenha um tempo só pra você, faça coisas de que gosta, ria em frente ao espelho, divirta-se! 
Insira mais diversão na sua vida, isso só depende de você!

peito aperta quando o orgulho escraviza. 

Você não é vítima do mundo, alás, ninguém é, a menos que se coloque nesta posição. Para todo ditador, existe um ou vários submissos. Não tenha pena de você, pelo contrário, orgulhe-se de ser a pessoa que é. Encontre características positivas suas. Se estiver difícil, pergunte a amigos e familiares, pode ter certeza de que você ficará muito feliz com o feedback deles e escreva num caderno para se lembrar e comece a fazer as suas
anotações positivas sobre você, as pessoas e fatos ao redor.

pessoa infarta quando sente a ingratidão e estresse. 

Procure não exigir tanto das pessoas. Quando fizer algo pequeno, médio ou grande por alguém, não espere algo em troca. A pessoa pode não retribuir da maneira que você deseja e você envenena seu coração com raiva e sentimento de frustração e ingratidão, sendo que, na maioria das vezes, a pessoa nem imaginava o quanto isso era importante pra você. É a sua visão que coloca este peso, por isso, não deixe que suas exigências de como os outros devem se comportar atrapalhe a sua saúde e felicidade. Você pode ter feito coisas que magoaram muitas pessoas e você nem imagina. 
Perdoe SEMPRE! E perdoe-se!

pressão sobe quando o medo aprisiona. 

Mas medo de que? Muitas vezes o medo é irracional, a menos que você esteja realmente numa situação perigosa (perdido em alto mar, sem  socorro á vista, seu avião caiu no meio da Amazônia e você está perdido, sozinho e machucado, etc...) e ai a adrenalina gerada pode te ajudar a reagir corretamente numa situação de emergência. Acalme-se! Faça a  pergunta: "E se este fato que eu receio realmente venha a ocorrer, qual é a pior coisa que poderia me acontecer?" Faça as pazes com todas as possibilidades. Se você não tem controle sobre algum fato, solte-o! Entregue a Deus, ore, medite, relaxe e entregue ao universo. Cuidado com os 15 minutos antes de dormir, não tenha medo do amanhã, confie de que tudo ocorrerá da melhor maneira, entregue o problema a Deus e durma bem. Muitas vezes ao acordar, o problema terá diminuído ou até desaparecido, pois muitos dos nossos medos são irreais.

As neuroses paralisam quando a"criança interna" tiraniza. 

Quando você repetidamente não  consegue realizar sonhos e projetos importantes, acaba se frustrando, sente que não tem controle ou que o mundo está contra você. Neste momento, tudo parece ser  um empecilho, você vê um mundo perigoso e injusto e se sente como uma criança  sozinha e desamparada, despreparada para lidar com as situações. Mas, você não é  mais uma criança, é um adulto e tem força e capacidade para resolver e realizar qualquer coisa que deseja, procure ajuda, mude e seja feliz! Muitas pessoas  procuram remédios físicos quando na verdade precisam mudar suas atitudes,  pensamentos e sentimentos.

febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade. 

Se sua  temperatura subiu, você está  se sentindo sem forças para lidar com as situações.  Não se compare com outras  pessoas, não pense que só você tem problemas ou que  existem pessoas sortudas e pra você, nada dá certo. Isso não é verdade! Todos temos problemas, o que muda é como os encaramos e resolvemos. 
Você é capaz de resolver qualquer situação, dê uma chance para você e seus sonhos grandiosos. Não seja tão exigente, deixe que tudo ocorrerá no tempo de Deus. 
Equilibre seu organismo, equilibrando suas emoções.

câncer se instala quando a pessoa guardou mágoas e rancores por toda uma vida. 

É como se aqueles sentimentos estivessem comendo a pessoa de dentro pra fora. É por isso que não adianta curar apenas com remédios, é preciso aprender a perdoar as pessoas, principalmente a si mesmo, e seguir em frente, vivendo no presente, com planos concretos para o futuro. Perdoar é um processo, pode levar tempo, mas nada é tão belo e transformador do que o perdão porque ele liberta a alma, a pessoa se renova e se cura.

Para todos os casos acima, 15-20 minutos de oração/meditação ou uma respiração profunda e lenta ao acordar podem fazer milagres. 
Experimente começar o dia em paz e harmonia, seu corpo agradece e você verá o resultado na sua vida em geral.



"Tente, é de graça e pode salvar a sua vida!"
Fonte: portal3visao

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Atividade Noturna do Espírito


Para aqueles que acham que nosso espírito também "dorme" ou repousa conosco durante a noite, estão enganados. Durante o sono, o nosso espírito desprende-se do corpo devido aos laços fluídicos estarem mais tênues e ele se utiliza desse período para agir noutro plano de existência. Entretanto, existem variam os graus de desprendimento e lucidez. Nem todos se afastam do seu corpo, permanecendo no ambiente doméstico, pois temem fazê-lo e sentir-se constrangidos num meio estranho (aparentemente), outros movimentam-se no plano espiritual, mas suas atividades e compressões dependem do nível de elevação. 

O princípio que rege a permanência fora do corpo é o da afinidade moral, expressa conforme a explanação anterior, por meio da afinidade vibratória ou sintonia. O espírito será atraído para regiões e companhias que estejam harmonizadas e sintonizadas com ele através das ações, pensamentos, instruções, desejos e intenções, ou seja, impulsos predominantes, podendo assim, subir ou se degradar mais.

O lúbrico terá entrevistas eróticas de todos os tipos, o avarento tratará de negócios grandiosos (materiais) e rendosos usando a astúcia, a esposa queixosa encontrará conselhos contra o seu marido, e assim por diante. Amigos se encontram para conversas edificantes, inimigos entram em luta, aprendizes farão cursos, cooperadores trabalharão nos campos prediletos, e, assim, caminhamos.

Para esta maravilhosa doutrina, conforme tais considerações, o sonho é a recordação de uma parte da atividade que o espírito desempenhou durante a libertação permitida pelo sono. Segundo Carlos Toledo Rizzini "interpretação freudiana encara o sonho como apontando para o passado, revelando um aspecto da personalidade."

Para o Espiritismo, o sonho também satisfaz impulsos e é uma expressão do estilo de vida, com uma grande diferença: a de não se processar só no plano mental, mas ser uma experiência genuína do espírito que se passa num mundo real e com situações concretas. Como vimos, o espírito livre temporariamente dos laços orgânicos, empreende atividades noturnas que poderão se caracterizar apenas por satisfação de baixos impulsos, como também, trabalhar e aprender muito. Nesta experiência fora do corpo, na oportunidade do desprendimento através do sono, o ser poderá ver com clareza a finalidade de sua existência atual, lembrar-se do passado, entrevê o futuro e assim por diante. Todavia, a amplitude ou não dessas possibilidades é relativa ao grau de evolução do espírito.

O sono liberta parcialmente a alma do corpo. Quando adormecido, o espírito se acha no estado em que fica logo após a morte do seu corpo e o sonho é a lembrança do que o espírito viu durante o sono. Porém, podemos notar, que nem sempre sonhamos e o que isso quer dizer? Que nem sempre nos lembramos do que vimos ou de tudo o que havemos visto, enquanto dormimos e quando isso acontece é porque não temos, ainda, a alma no pleno desenvolvimento de suas faculdades, por isso, muitas vezes somente nos fica a lembrança da perturbação que o nosso espírito experimentou.

Graças ao sono, os espíritos encarnados estão sempre em relação com o plano espiritual. As manifestações, que se traduzem muitas vezes por visões e até mesmo “assombrações” mais comuns, se dão durante o sono, por meio dos sonhos. Elas podem ser: uma visão atual das coisas, futuras, presentes ou ausentes; uma visão do passado e, em alguns casos excepcionais, um pressentimento do futuro. Também, muitas vezes são quadros alegóricos que os espíritos nos põem sob as vistas, para dar-nos úteis avisos e salutares conselhos se se trata de Espíritos bons, e para induzir-nos ao erro, à maledicência, às paixões, se são Espíritos imperfeitos.

O sonho é uma expressão da vida real da personalidade. O espírito procura atender a desejos e intenções inconscientes e conscientes durante esse tempo de liberdade temporária. Conforme o grau, tipo de sintonia e harmonia gerada pela afinidade moral com outros espíritos, direciona-se automaticamente para a parte do mundo espiritual que melhor satisfaça essa sintonia e suas metas e objetivos, ainda que não lícitos, e aí conta com amigos, sócios, inimigos, desafetos, parentes, “mestres” etc.

Contamos ainda com mais dois tipos de sonhos. O primeiro é o premonitório, quando se toma algumas informações ou conselhos sobre algum acontecimento futuro. O segundo é o pesadelo, ou seja, o sonho ansioso, em que entra o terror. É também uma experiência real, porém, penosa; o sonhador vê-se pressionado por inimigos ou por animais monstruosos, tem de atravessar zonas tenebrosas, sofrer castigos, que de fato são vivências provocadas por agentes do mal ou por desafetos desta ou de outras vidas.

Preparação para o Sono

Verificando o lado físico da questão, vamos ver a importância do sono, pelo fato de passarmos 1/3 de nosso dia dormindo e nesta atividade, o corpo físico repousa e liberta toxinas. Para o lado espiritual, o espírito liga-se com os seus amigos e intercambia informações, e experiências.

Façamos um preparo para o nosso repouso diário:

Orgânico – refeições leves, higiene, respiração moderada, trabalho moderado, condução de nosso corpo quanto a postura sem extravagâncias.

Mental Espiritual - leituras edificantes, conversas salutares, meditação, oração, serenidade, perdão, bons pensamentos.

Todavia, não nos esqueçamos que toda prece se fortifica com atos voltados ao bem, pois então, atividades altruístas possibilitam uma melhor afinidade com os bons espíritos.

Fonte: Portal do Espirito.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Exú Mirim

Exú Mirim é uma linha de espíritos que, apesar de inseridos como trabalhadores da Corrente Astral de Umbanda, ao longo dos anos, foram colocados do lado de fora dos Terreiros por puro preconceito, devido a falta de conhecimento e da intolerância com "O Diferente". 

Entretanto, Exú que é sábio e conhece a fundo os Mirins, sabe que o trabalho desses "Exuzinhos" é imprescindível na corrente astral de Umbanda, por isso, acolheu esses espíritos em sua linha e, hoje, trabalha lado a lado com esses grandes "Pequenos Guardiões".

Exú Mirim é uma falange de espíritos infantis que trabalham na linha dos Exús. São grandes trabalhadores do astral e por terem a roupagem fluídica e o mental de crianças apresentam características da personalidade infantil ainda em processo de doutrinação. 

Os Ibejis são aquelas crianças que todos queriam como filhos, pois são dóceis, amorosas, inocentes. Os Exús Mirins seriam os avessos, ou seja, filhos rebeldes, questionadores e difíceis de conviver. É a criança que precisamos doutrinar e amar. 

Possuem grande conhecimento de magia e manipulam com maestria os elementais. São frequentemente enviados, pelos Exús, aos submundos do astral como espiões. Sua sagacidade, rapidez e coragem fazem com que possam se infiltrar nas zonas inferiores sem serem percebidos. 

Quando enviados em missão desagregam e neutralizam trabalhos de baixa magia com a mesma facilidade que plasmam campos de força para a proteção de terreiros ou outros lugares sob a proteção dos Exús. 

Os Exús Mirins obedecem à mesma hierarquia que os outros Exús. Não podemos esquecer que apesar de espíritos infantilizados, não deixam de serem Exús. Trazem no ponto riscado: Os símbolos mágicos condizentes com a linha que trabalham. Os sinais cabalísticos identificam a falange a qual pertencem, o guardião a quem obedecem e o Orixá a quem estão ligados por afinidade. Recebem o "Nome de Guerra" de acordo com sua falange ou com o elemento natural que representam. 

Mirim é o olho que tudo vê, depurando e auxiliando os espíritos necessitados. São os "pupilos" de Exú, que os amparou dando-lhes um campo de ação na Lei de Umbanda. 

Os Mirins vêm resistindo bravamente ao preconceito e descaso com que são tratados, mas não deixam de cumprir o seu papel de "Pequenos Soldados da Lei". Vencendo demanda para filho de fé. Até por aqueles que olham com desprezo e desconfiança os pequeninos Exús trabalhando no terreiro. Para esses, Mirim deixa um recado: 

"Sou a escuridão da luz e a luz da escuridão. Sou o reflexo da tua alma. Fogo, terra, água e ar. Magia de redenção e perdição. Sou ambíguo. Exu. O menor de todos. Pequenino em minha grandeza. Apenas MIRIM!"

Fonte: Fucesp - Federação de Umbanda e Candomblé