quarta-feira, 17 de agosto de 2016

O Abismo Pessoal: Ego, Vaidade e Inveja

Hoje vou contar uma história para vocês:
Uma pessoa resolve assumir um compromisso com a sua espiritualidade e entrar para a corrente de um terreiro que frequenta a meses. Essa pessoa é muito dedicada e esta sempre disposta a ajudar, mas, por ora, se perde no verdadeiro significado da religião. 
Se perde no mais profundo abismo do Ego, da Vaidade e da Inveja. Triste, não é? Mas real.
Esses sentimentos, irmãos, são capazes de acabar com tudo e todos, com o mais caridoso trabalho e com o mais bonito dos seres. E, de repente, o que era para ser um lugar de amor, caridade, simplicidade e humildade, se torna um lugar repleto de ódio, achismos, ciúmes e competições pessoais. Não, eu infelizmente não estou mentindo e exagerando.
Começa assim: o melhor tecido, a melhor roupa, a quantidade de fios, a vela mais cara, e como se já não estivesse a beira do precipício, o indivíduo começa a ter pensamentos como "Por que aquele irmão que tem o mais surrado dos panos e usa somente um fio de Oxalá, tem mais função que eu aqui dentro?". Irmão, se você chegou a esse ponto, pare. Pare agora e repense... 
Quando foi dito que era preciso estar bem vestido para praticar a caridade? Quando foi dito que era preciso uma dúzia de fios para mostrar a força dos que te guardam? Quando foi dito que assim você conquistaria um cargo? Quando foi dito que desse modo você ganharia atenção? Quando?
Tudo é merecimento, irmão. Em um chão sagrado não existe competição. Não existe tecido mais fino ou pano mais bonito, todos tem a mesma função. Não existe vela cara, barata, mais ou menos colorida, garanto que todas terão o mesmo resultado, assim como não existe pessoa, entidade e cargo mais ou menos importante, porque todos, TODOS, tem sua importância e são essenciais, a sua forma, para que o trabalho aconteça.
Para o espiritual, o que verdadeiramente importa é a fé que se tem, a energia que se deposita a cada trabalho, o amor, o respeito, o carinho e a vontade de fazer o bem. 
Então, tenha cuidado. Repense suas atitudes, reveja seus pensamentos e não caia no mais profundo dos abismos, colocando tudo a perder.


Nenhum comentário:

Postar um comentário